sexta-feira, 11 de agosto de 2017

11 de Agosto - Memórias de um Ciclo Olímpico

Ciclo Olímpico, período de quatro anos entre a realização dos jogos. Na prática conforme a Carta Olímpica (1896) esse período entre jogos é chamada Olimpíada.



No dia 11 de agosto de 2012... Lá estava eu, trabalhando no Clube Hípico Santo Amaro (SP), acompanhando a final do torneio de Futebol dos Jogos Olímpicos de Londres. Eu e alguns meninos (fãs de futebol) aguardávamos quem sabe a primeira medalha de Ouro Olímpica... A medalha não veio, o Brasil ficou com a prata diante do México...

11 de Agosto de 2013, trabalhando na organização da Copa do Mundo FIFA Brasil 2014, no Rio de Janeiro, volto para Sampa para o dia dos pais em casa.

Quis o destino que dia 11 de agosto de 2014 após a Copa, eu estivesse voltando para o Rio de janeiro para iniciar um novo trabalho na organização os Jogos Olímpicos Rio 2016...


Em 11 de Agosto de 2015 meu caminho já estava traçado dentro do Comitê Organizador junto ao torneio de Futebol Olímpico, eu que entrei nos jogos para trabalhar com treinamento ficava cada vez mais próximo do Futebol e do sonho do Ouro...

11 de agosto de 2016, os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro estão a todo vapor...
E o Brasil, no Futebol passava de fase, com um aperto que tão bem conhecemos em momentos olímpicos... Lembrei de 1996, a derrota de virada para Nigéria (foi em julho). Confesso minha maior decepção com o Futebol Olímpico. Mas o importante é que naquele dia 11 em Salvador o sonho da medalha olímpica ainda respirava...

O final dessa história você deve saber, mas eu vou deixar para contar depois em um outro post...

E aproveito para deixar um FELIZ DIA DOS PAIS a todos os pais ... (o 11 de agosto sempre esteve por perto das comemorações)

Sei que a ideia do Blog não é ser um diário, mas resolvi compartilhar essas lembranças com um pouco sobre o significado de Olimpíada e recordações esportivas.

abs e até mais...

sábado, 15 de julho de 2017

Eu, Alice, amigos e a internet...



Vou tentar explicar um pouco melhor esse título e o causo de hoje...

Essa história começa com um encontro casual, surge uma amizade e longas conversas…

Como na história de Alice mergulhamos ou melhor, caímos em meio a mundo de novo…

Entre conversas, histórias, surgiram os textos do “Chiquinho” para ler e conhecer mais sobre esse novo amigo... Esses contos chegaram pela rede (e-mail) e seguiram para outras pessoas (cunhada, amigos)... O texto e a amizade se espalharam quase como algo viral, o que era possibilidade, virou realidade…

Essa realidade me fez lembrar* que a mesma Alice em um momento do conto de Lewis Carroll  que encontra o gato pergunta:
Alice - Voce Pode me ajudar? Para onde vai essa estrada?
Gato - para onde voce quetr ir?
Anao sei estou perdida
Gato - Para quem não sabe para onde vai, qualquer caminho serve...

E isso tenho certeza que não é o caso, sabemos muito bem onde queriamos chegar e que caminho nós escolhemos

E agora aqui estou vendo o ensaio da peça (texto escrito durante a tarde de sexta feira)

Alice no país da internet

As palavras, se tornaram imagens e diálogos.

Uma sensação diferente, um orgulho do trabalho do amigo e confesso uma pequena ansiedade…


Parabéns Chiquinho!!!

Obrigado Ju (cunhada), as "coisas do destino", cada um fez a sua parte...

Que tudo oconteça da melhor maneira possivel... boa apresentação de estréia a todos..

E que ninguém perca a cabeça e apenas os corações "malucos" continuem pelo mundo...

E para você que está lendo, fica o convite para ver a peça …

É um convite de amigo é não porque o Chiquinho é meu amigo…

Por enquanto a peça está no VIVO RIO (Rio de Janeiro) logo mais ela seguirá pela rede.



*lembrança de um comentário em uma palestra Mario Sergio Cortella

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

De onde veio essa voz, essa postura...

Algumas vezes ja compartilhei videos em meu facebook com crianças fazendo algo que não esperava... (cantando, tocando...)
E comentava que esse corpo voltou a terra sem fazer limpeza do HD da ultima vida
Respeitando a religião ou o entendimento de cada um, a minha sensação é que liga uma "chave" e ela começa a cantar...
escute essa menina...
repare na postura,
no olhar,
na atitude...



Espero que goste...